sexta-feira, março 13, 2015

NADAR NO PARAÍSO

Não estou com 100 virgens ( que trabalheira!) nem perante S. Pedro a tentar convence-lo que sou "bom rapaz" e mereço ir para o "paraíso" (acho que consigo vender mais depressa a enciclopédia Britânica a um cego), estou no Portinho da Arrábida num dia de sol, a nadar no mar, estou afinal vivo e no paraíso... da terra!

O meu "Orca S5" já rende o investimento e promete mais mar. A companhia, essa, melhor que as virgens e o S. Pedro juntos e não sei se a trocava por um "slot" na "eternidade".




COMES E BEBES

Desde a recoleção pura de frutos e bivalves ( parcimoniosamente, que a mãe natureza é generosa mas tem os seus limites), até à incondicional cerveloja, à robusta sandes de presunto ou ao refrescante geladinho, tudo serve para tornar uma corrida, volta de BTT ou caminhada também um evento gastronómico! E quanto a estas imagens... a Primavera e consequente estio, aproximam-se, viva!

PS - Passo a publicidade à Sagres. Não sou dado a patrocínios ( há um limite para a mercantilização do quotidiano) nem a  nacionalismos bacocos mas se há bejeca que escorrega bem quando vem o verão em todas as latitudes aqui da terrinha ( eu diria, um bocadinho com imodéstia, no universo inteiro) é esta.













Arquivo do blogue