domingo, março 04, 2007

ARRÁBIDA - TRAÇAR PERCURSOS (continuação)


A norte a "margem sul".

A Primavera já seduz na Serra

A subida no seu início junto à "Secil" tem aproximadamente 8km até ao topo. Será esta distância ida e volta que me proponho agora fazer no "treino do dia" ( mais o circuito da lama). Assim, à medida que vou subindo os horizontes alargam-se, já vejo Tróia, costa da Galé, Setúbal e um imenso oceano que aos meus olhos parece não ter fim. Mais acima depois do quartel, debruço-me sobre uma "varanda" do que deve ter sido um antigo posto avançado de observação militar costeira e tiro ai as primeiras fotos em automático comigo em fundo nesta paisagem fantástica. Continuo, reparo que o incêndio de há dois anos destruiu bastante a zona, talvez de forma irreparável. Mas a natureza resiste e por todo lado flores amarelas anunciam a Primavera não muito distante. Chego ao ponto em que acaba a subida junto ás antenas, mais à frente o miradouro sobre toda a península de Setúbal, a ocidente o Meco, Lagoa de Albufeira, Costa da Caparica, a norte o Tejo e a suburbana "margem sul", perto, Azeitão, mais para oriente Palmela e além desta, as vastas planícies de parte daquilo que "além Tejo" já se chama "riba Tejo". Olho para o "Formosinho" coberto de uma nuvem que vai descendo na minha direcção e que rapidamente parece estar prestes a alcançar-me. Para evitar sentir mais frio do que já venho a sentir desde que estou ali no "tecto" da serra, arranco para um "downhill" desenfreado de distância igual à subida no qual pareço ter assas. No final do treino ainda tempo para explorar mais uns caminhos junto ao Vale da Rasca e a desilusão de encontrar parte destes vedados com cercas que indicam propriedades particulares.
Total aproximado de 20km para 2h45 de treino ( nunca mais recebo como prenda um GPS)

Agradeço ainda aos leitores do Trilhos Míticos as palavras de incentivo, fica aqui a promessa que para breve responderei ás questões que o Lucas e o André aqui me colocaram.

Desejo de muitas aventuras.

1 comentário:

André Vila Alves disse...

Olá Zen.

Pelo que leio continua activo e sempre à procura de novos trilhos. Conseguiu despertar o meu interesse pela zona aonde foi correr. Confesso que não a conheço muito bem pois apenas aí fui uma vez. Um abraço e bons treinos.

Arquivo do blogue