sábado, dezembro 31, 2011

TOMA LÁ 2011!

(Foto- Luiz Assis Pacheco)

quinta-feira, dezembro 29, 2011

LEITURA DE CABECEIRA


A minha actual leitura de cabeceira. Lá vou sonhando, sonhando, sonhando... Há por ai alguém que queira alinhar?

CLUBES PARA A NOVA ÉPOCA

TERRA LIVRE

Depois de falhadas as minhas negociações de renovação pelo grande clube que são as Lebres do Sado e não havendo contactos  de empresários para a minha transferência imediata para outros clubes ;-) ( sou bom, muito bom e continuo aberto a propostas vantajosas), optei por competir na próxima época em tudo o que forem participações desportivas individuais com a camisola do meu clube do coração ( este mais o Sporting pois claro), o CLUBE AVENTURA DO BARREIRO (CAB), com o fantástico patrocínio da TERRA LIVRE. 
Nas provas colectivas de orientação e aventura representarei em primeiro lugar o GDU AZÓIA, uns grandes amigalhaços dispostos a ensinar muita coisa!

Obrigado às Lebres por alguns anos de, apesar de intermitente, saudável convívio. Desejo de continuidade do projecto e sucessos!

Comiseração...

A propósito de baldas a treinos, nocturnos e outros, escrevo aqui um pouco ao jeito do que o árbitro Duarte Gomes escreveu no facebook ( coitadito). Um pouco de comiseração fica sempre bem aos homens de bem...

«A evidência da minha barriga aniquila friamente o momento em que, um tanto ao quando inadvertidamente, decidi escrever aqui no Trilhos Míticos que ia participar na S. Silvestre Pirata Nocturna de Monsanto que tão bem me iludiu quanto à possibilidade de fazer um treino que não faço há mais de 15 dias e conviver com alguns vestustos amigos da corrida: Sim falhei, não fui e sim falhei. Falhei e já segui em frente e hoje proponho-me a comer uma feijoada ao almoço, regado com um Piriquita Tinto de 2009 e a não voltar a fazer ponta de corno até que um dia destes não consiga ver a cor da roupa interior que visto em baixo"

Texto original de Duarte Gomes para que não seja acusado de plágio:

https://www.facebook.com/FCPfans/posts/127940083988101


;-)


Fiquem bem!


Abraços

sexta-feira, dezembro 23, 2011

FESTAS FELIZES


MADEIRA ULTRA TRAIL ISLAND

Prova reeditada em 2012 com o percurso original, mas desta vez Machico - Porto Moniz.  A rara e lindíssima Floresta de Laurisilva a subida aos Picos do Arreiro e Ruivo, a Encumeada e as levadas são inesquecíveis. Vale 3 pontos para o Monte Branco.

 http://madeiraultratrail.com/

Aproximadamente 105 km com 5% de desnível positivo. Sobe do nível do mar aos 1818mts ( Pico do Arreiro)





RECORDAR É VIVER



Recordando uma das mais bonitas Corridas de Aventura em Portugal e uma vitória no escalão de Elite Mista.

domingo, dezembro 18, 2011

O PROMETIDO É DEVIDO

Está prometido, não me posso escapar da 2ª edição desta prova na Serra da Lousã. Um dos organizadores é meu colega e já há muito que me disse, " este ano não te escapas!", nem que faças aquilo a andar. Tinha-lhe prometido no ano passado, não fui, nem de gatas tinha condições de a fazer. As condições são as mesmas, de gatas ou a pé, o prometido é devido!
Não me assustam os 45km em floresta e os quase 4000mts de acumulado, antes pelo contrário, é o meu habitat de excelência (a Lousã é linda e eu adoro trepar montanhas). A distância e a dureza não fosse o facto de estar com 90kg(!) e sem treino, caia que nem uma luva.
Em Janeiro se fugir da neve que de vez em quando por ali cai no mês de Janeiro, não devo escapar-me da chuva e do frio, mas felizmente as recordações que tenho dos rigores climáticos já sofridos noutras circunstâncias e desafios superiores a este, são suficientes para ficar vacinado contra o que o dia nos oferecer, pode ser neve que a adoro ver cair e não encharca tanto, mas solinho, sempre!
Tenho 8 hrs de tempo limite para concluir o empreendimento, o que em princípio dará para fazer metade a correr, metade a andar ( de gatas não dá, definitivamente). Sim, porque condições para mais não tenho e a ver vamos...
Estou a correr praticamente uma vez por semana e não mais que 1h. Ontem perdi a vergonha e lá fui para o trabalho a correr atravessando uma Lisboa animada pelos turistas, sobretudo jovens, mas de espírito natalício tristonho, o que não é habitual nesta quadra. Em anos anteriores a cidade agitava-se pelo consumo, fervilhava de alegria, música, montras fartas de gulodices tradicionais, entre outros "fetiches". Enfeitava-se de luzes multicolores das avenidas novas à baixa, subindo o velho e bonito Chiado, um espetáculo nocturno imperdível aos olhos de quem vinha à capital. Mas este ano não, está nua, as lojas vazias, as pessoas cabisbaixas, ausentes. Não querendo ser pessimista, mas isto vai durar até lá para o Verão, altura em que a malta se estica na praia e esquece momentaneamente as agruras da "condição de se ser português".
O meu treino foram 12km de Belém à Penha de França, um terço deles a subir na Almirante Reis e a finalizar com uma rampa da Calçada do Poço dos Mouros. Uma noitada a trabalhar e hoje de manhã o retorno com a mesma distancia e percurso num dia que amanheceu frio mas radioso, com a beleza do Tejo prata em fundo e um Pastél de Belém para pequeno-almoço. Grande treino urbano!
Espero conseguir fazer um treinito durante esta semana, pois apesar das exigências da quadra e do muito trabalho, ainda assim estou mais livre que o habitual. Só tenho de evitar olhar-me nas montras, pois noto sempre a barriga proeminente e um correr arrastado o que  dá-me um ar pouco atlético e um bocado à "cromo". Percebo agora porque é que a malta mais fit que corre aqui no passeio marítimo de Belém, no alto dos seus Ipod´s, dos seus nikes e dos seus "bons nomes de família", não me passa cartão, é como se dissessem " o meu caro está um bocado, balofo para tão nobre actividade, não?! Que horror!".

Arquivo do blogue