quarta-feira, maio 29, 2013

MIUT... LONG TIME AGO



CORRIDA DE AVENTURA CENTAURO - CMEFD 22 DE JUNHO

Uma vez mais, o Centro Militar de Educação Física e Desportos, propõem-se organizar uma prova de aventura "sprint". No dia 22 de junho de 2013, esperamos pelos "aventureiros" para participar na prova/treino de AVENTURA "Centauro 2013".

A prova consiste na realização de três etapas de BTT e Pedestre, com multiatividades onde a modalidade base é a Orientação e as técnicas desportivas são obrigatoriamente não motorizadas. A prova decorrerá nas Tapadas Nacional e Militar de Mafra. 

Algumas informações importantes:
- Toda a prova tem como ponto central o Campo dos Plátanos (junto às instalações do CMEFD);
- Equipas de dois elementos, mediante inscrição prévia;
- Inicio 09.30H - fim 19.00H;
- Pequeno lanche final;
- Prémios para as três primeiras equipas.

Mais uma prova  com a boa organização do "Exército Português", acessível a todos e de custo reduzido! Será em Mafra a 22 de Junho. Vem experimentar as Corridas de Aventura, aventura-te!

Informações aqui

terça-feira, maio 28, 2013

OS CAMINHOS FAZEM-SE CAMINHANDO


Contava a minha avó, que eu era o neto mais difícil de todos. Sei que entre outras tropelias que faziam o  meu "cadastro", ao qual a minha mãe ia dando substância e que duraram até à adolescência, altura em que faleceu, estavam as suas bem intencionadas mas infrutíferas tentativas de me tornar num bom cristão com idas dominicais à missa. Momento beatífico que depressa se transformava num rol de queixas e repreensões porque eu, na irreverência da minha meninice e perante a vista do espaço, fugia a sete pés, como um "diabo foge da cruz". A velhota guardou até ao fim dos seus dias a memória desses dias em que não podia rezar o terço sossegada por causa de um neto que se recusava a ser pio e sei que partiu um bocado zangada comigo. 
Nunca fui bom, nem mau cristão, nem crente nem descrente. Para mim "a verdade libertadora" é um ponto de vista humano e gosto agora de igrejas pela sua monumentalidade, frescura no verão e cheiro a incenso. Tenho igualmente pelas religiões a curiosidade de perceber como estruturam a existência dos crentes, como contribuem para a "produção de sociedade", como dão "substância" à eterna demanda  pela universalidade humana. 
Bem, este paleio todo para dizer que para o mês que vem vou a Fátima de bicicleta com uns colegas de profissão, esses sim, integrados numa missão salvadora, razão da sua fé peregrina. Eu, que até já fui a Santiago de Compostela a partir de Ponte de Lima mas a correr, vou fazer mais um caminho mítico, agora pedalando. Se a minha avó soubesse, talvez me levasse a comer um gelado antes de irmos à missa.

domingo, maio 26, 2013

GUINCHO - ESTA DEPRESSÃO QUE ME ANIMA


A subida mais dura do percurso, cerca de 10º de inclinação.

Depois de encerrar o capítulo da "metafisica das causas", acabara de abrir o seguinte, "a causa das coisas todas começando a partir das pequenas". Ia lançado, no fundo já são 46 treinados anos de pensamentos avulsos sobre tudo e sobre nada ( sobretudo sobre nada), uma espécie de colecção de epistolas inúteis de uma obra maior para a qual já encontrei um pomposo título de " esta depressão que me anima", quando o  "estado de arte" de mim  próprio e o meu modesto Fiat são inesperadamente travados no parque de estacionamento por dois fraternos moradores de um hospital psiquiátrico das redondezas, quiça durante a sua secreta missão de ver de perto o mundo dos espíritos aprisionados em afazeres dominicais. Tenho uma admiração sagrada pelos loucos (embora grande parte da humanidade tenha por eles uma profunda e disciplinada devoção), sobretudo pela sua resistência revolucionária ao "sistema normal", nobre e dura luta que nem exércitos de comprimidos multicolores fabricados no espaço por laboratórios suiços com cobaias extraterrenas levam de vencida. Assim, baixei o vidro e de imediato me dispus às suas solicitações: " dá-nos dinheiro para beber café, chefe" inquiriram. Respondi em fascínio por aquelas bocas de rara dentição amarelada, rostos magros, lábios brancos e espumosos e olhos vidrados, "ok camaradas, esperem um pouco, vou ver o que tenho" enquanto abria a carteira oferecendo-lhes o que descontava do preço da portagem de Carcavelos que iria pagar daí a instantes no regresso a casa depois de um "interlúdio" domingueiro sofrido numa prova de atletismo . 
Beber café e fumar cigarros diariamente são um prazer que também já tive. Agora corro, mal, digo que sou desportista ( faço "desporto") mas ainda bebo café... e fumo... raramente... às escondidas.  Beber café e fumar cigarros compulsivamente durante anos a fio sem problemas de consciência, liberto da ideia absurda de vir a ter cancro no pulmão ou no estômago ou ainda do que as pessoas pensam sobre o nosso estado físico e mental, deve dar um gozo do caraças! No fundo, para morrer preciso estar vivo e estar vivo a maioria das vezes é uma grande maçada, sobretudo quando se tem consciência disso. 
O resto, foram dores nas pernas e uma maravilhosa "depressão que (sempre) me anima".

sexta-feira, maio 10, 2013

Campeonato Nacional de Corridas de Aventura 2013 - Macedo de Cavaleiros



ADFA e FPO organizam mais uma fantástica jornada de aventura multidisciplinar: o Campeonato Nacional de Corridas de Aventura de 2013. Trás-os-Montes com a sua beleza natural em estado agreste esperam  por nós em Junho. Aventurem-se!


"Olá.



A ADFA escolheu a espectacular barragem do Azibo como palco para o Campeonato Nacional de Corridas de Aventura.
Creio que estão reunidas todas as condições para uma excelente etapa de muita aventura desfrutando de paisagens únicas e de uma barragem, recentemente classificada como uma das sete maravilhas das praias de Portugal."

Forma a tua equipa e aparece.


Informações aqui

segunda-feira, maio 06, 2013

OLHEM PARA MIM NOS TRILHOS DE NOVO ( 1º TRILHO DAS LAMPAS)


Foto AMA Magazine (http://www.ammamagazine.com/)

Com mais barriga, menos cabelo ( e mais branco) e meio pulmão, lá voltei às provas fora de estrada em 2013. Regressei e logo numa prova "à medida": curta distância (18km), trilhos pouco exigentes tecnicamente ( digo eu) mas suficientemente desafiantes, perto aqui de casa, poupando na"gasosa" e uma organização de 4 estrelas e meia ( 5 só para o ano quando corrigirem alguns detalhes da sinalização nocturna do percurso). Quanto ao resto... só good vibrations ( ambiente festivo, malta fixe e uma excelente dia/noite de Primavera)!
Cada vez que regresso a esta zona lembro-me dos tempos felizes da infância na colónia de férias da CUF em Colares. Recordo prazenteiramente as caminhadas até à praia da Adraga de mochila às costas ( duras, mas tão vibrantes como referi), os 300 e tal degraus ( não sei precisar) que tínhamos de descer/subir todos até à Praia das Maças, lagartos enormes e coloridos a fugir entre a vegetação e um cheiro agradavelmente "picante" que só sei reconhecer nestas paragens. 
Bem e para terminar resta-me agradecer ao mentor da iniciativa, o Fernando Andrade http://cidadaodecorrida.blogspot.pt/, um camarada experiente destas andanças que tem por missão levar-nos aos "bons caminhos" da pratica desportiva e do salutar convívio. Bem-haja!
Que venham os II Trilho das Lampas!
Adeus até ao meu regresso.

PS - Outras informações sobre a prova podem ser vistas aqui.

sexta-feira, maio 03, 2013

GUINCHO, 4 ANOS DEPOIS.

Inscrição feita e paga! Informações da prova aqui

Já não sei quantas provas fiz do circuito "Terras de Aventura" nesta zona. Não foram muitas é certo, mas como têm partida e chegada ao mesmo local (  Sociedade de Instrução e Recreio Janes e Malveira ) confundo sempre para a contabilidade a antiga "Corrida do Monge" ( que ainda se realiza) e a mais recente  "Guincho entre a Serra e o Mar". Penso que nesta estive por duas vezes, a última em 2009, prova na qual obtive um "brilhante" 60º lugar entre 227º concorrentes (aqui). Agora será certamente muito diferente, conto sobreviver ao empeno ou seja, chegar ao fim e ter "pica" para continuar nestas andanças por mais tempo. Faz-me bem ao corpo e à alma e só espero que com estes "estimulos" as sinapses continuem a funcionar na "voltagem" certa, amén!
A prova é bonita mas dura ( subjectivismos à parte) apesar da "modesta" quilometragem ( 12 km). Começa em alcatrão junto do "Janes da Malveira" ( clube que já teve uma célebre secção de Triatlo), entra pouco depois em trilhos rurais até a um dos "trechos" mais apreciados, a travessia da praia do Guincho e depois... Bem, depois começa o desafio propriamente dito. Ainda deslumbrados com o trilho da praia, espera-nos   de repente a "violência" ( mais uma vez, subjectivismos à parte) de uma "parede" de 5km até ao ponto mais alto da serra de Sintra. Daí, a seguir a um "looping", desce-se a "pique" até os quadricipedes começarem a  "deitar fumo" e só paramos meta
Uma palavra de apreço para a "Terras de Aventura". Esta organização/empresa é a pioneira na organização de "corridas de montanha" ( ou em natureza), provas que por estes dias muitos organizam com o nome "exportável" de "trails" ( abusando da designação até à exaustão, descaracterizando-o) . Um conselho: aprender com os "mestres" só nos faz bem!
Acabo este texto com um autoelogio. No ano de 2009, o "Guincho" foi mais uma das provas que chamávamos no Clube Aventura do Barreiro ( embora tenha ai corrido pelas minhas "queridas" Lebres do Sado) de "preparação" para o campeonato Nacional de Corridas de Aventura. Antes tínhamos feito a Maratona de BTT "Fidalbike" do Barreiro também com classificações "honrosas": a Green venceu em femininos, eu fiquei em 32º (entre quase 300 concorrentes) e fui considerado o "melhor barreirense na prova" ( notícia) e o Ironeves ( o guru do grupo) não muito "longe, em 40º, mas com o "galo" de problemas mecânicos na bina. Seguiu-se Junho com o "soube-a-pouco" título de vice-campeões de Corridas de Aventura no escalão de "elite mista" (prova cujo os relatos podem ler neste blogue) e em Julho os 60km da Serra da Freita. Setembro, o "filme" surrealista do MIUT - 105Km da Madeira e o merecido direito aos "slots" que faltavam para o Monte Branco aonde iríamos no ano seguinte. Grande ano, hein?!


Arquivo do blogue