sexta-feira, janeiro 21, 2011

NÃO HÁ ALMOÇOS GRÁTIS

Finisher na Maratona de Lisboa 2007
(Fotodesporto)

Depois de duas consultas no CMD ( Centro de Medicina Desportiva) com RX´s e ressonâncias na mão e algumas horas de espera, sou recambiado para uma consulta no Hospital da Cuf com o argumento de que o meu problema era "complexo". Habituado às "complexidades" da vida e sobretudo a perceber como estas alimentam as diferenças de poder e "afirmam" crenças, neste caso de que todas as opiniões médicas são prescritivas ( entre outras opiniões de "especialistas"), pensei, "já vou ficar a arder com mais uns tostões". Mas fui, não fujo ao grupo dos "crentes", mesmo que tenha consciência dos dogmas de uma ciência quase transformada em religião, e confesso que os referidos especialistas são para mim ( e para mais) uma espécie de pastores evangélicos que nos libertam sempre um "aleluia", afinal, algo existe além desta enfadonha ignorância quotidiana na qual a maioria de nós chafurda e com as dores, não se brinca!
A linguagem da medicina do segundo especialista, erudida diga-se, fez-me perceber entre linhas que tinha de ir à faca imediatamente se é que quisesse ter alguma qualidade de vida nos próximos anos e voltar a praticar desporto como antes. A linguagem do dinheiro é que me pareceu mais do "senso comum", "é uma operação cara". Ah pois... saiu o novo modelo do "Porsche Cayenne" o "Tróia Resort" é o que está a dar e as acções do Grupo Melo estão bem cotadas em bolsa! Bem... adiemos a "operação" para quando eu quiser reformar-me por "invalidez", pode ser?!
Procurei outras alternativas, outras leituras, outras abordagens, quem sabe, outros "especialistas",dos médicos vou estando farto, os resultados em dois anos são... os de que pareço um "bocado de carne" que pode render uns cobres, seja no fisiatra, no ortopedista, entre outros, e a dor, ah a dor, mantêm-se. Penso em consultar um Xamã de uma tribo de índios mexicanos e passar uma semana com eles no deserto, um conhecido triatleta americano diz que isso lhe mudou a vida, why not?! Um chá de peyote talvez me faça bem...
Bem, em sentido prático, corro, nada e pedalo entre os meus afazeres que vão sendo muitos, embora o rendimento destes não chegue para um Mercedes C220 em segunda mão com mais de 10 anos ( adoro este ideário burguês). Ah e faço alongamentos, tento perder peso e vou ver se consigo encontrar um massagista, baratinho. Outra coisa, sinto-me mais motivado quando corro, pedalo e nado, o que me parece ser o principio da cura da maior doença, a da "alma".
Bem...e talvez o próximo post seja mais "desportivo" que este. Até breve.

8 comentários:

Carlos Lopes disse...

Desejo as melhoras e que encontre a solução

As Minhas Pedaladas disse...

Se isto fosse o Facebook, teria feito um Like! Mas como não aqui fica um: Gostei Bastante! Boas Corridas, pedaladas e braçadas!

Anónimo disse...

olá Amigo Zen
bola prá frente, pois claro. E os mercedes somos nós, o resto é chapa ;)
se quiseres experimentar:
Carlos Ribeiro - Osteopata, Av. Afonso Costa, 218484184 (está sempre lotado mas trabalha com uma osteopata a Luísa Quinbtela que é a mesma coisa e quando o problema é "complexo" ele vai lá dar uma ajuda.
ando com ele há 8 anos e já me ajudou a recuperar problemas chatos no joelho e na coluna em pouco tempo para voltar às lides.
Forte abraço
António Bento

Marcelina Souschek disse...

Fica também o meu "like". E o desejo de melhoras.
Bj

Zen disse...

Olá amigo@s

Carlos, obrigado! "As minhas pedaladas", "like your blog too", inspirador, obrigado! António, um abraço de estima pela sempre motivação e boa vontade que transmites e também pela assiduidade na leitura atenta aqui do "trilhos". Marcelina, uma surpresa aqui por estas paragens, mas nesta e noutras, a mesma simpatia nas palavras e o pulsar de um companheirismo que resiste aos anos e à distância e que só sobrevive naqueles que entendem a vida como um fantástico continuum de vivências onde nada do que é "humano" é descartável. Beijinhos

IronMena disse...

"LIKE" too! Gosto de saber que, apesar das maleitas (que serão temporárias, mesmo que de longa duração...) tens prazer em correr, nadar, pedalar... Devagar se vai ao longe, e parado pelos vistos não resulta e faz mal à alma...

IMPOSSIBLE IS NOTHING! Bjokas desta tua seguidora silenciosa...

Zen disse...

Oi Filo

Obrigado. Tu estás uma pró, também acompanho as tuas "lides".

Beijocas deste fã.

Raquel Salema disse...

Olá amigo Zé como vai de saúde? Já lhe havia respondido há uns dias atrás e nessa mensagem indicava o nome de uma osteopata (Drª. JUCA) que dá consultas na Clinica "Nascer e Crescer" -Rua Carvalho Araújo, 23-r/c Dtº. Fidalguinhos-Barreiro- Telf.212093382. Dizem que ela é bastante boa. Porque não experimenta lá ir? Gasta apenas 45 Euros, e quem sabe se vale a pena?
Tente meu amigo, e nunca pare de fazer (embora com moderação), os exercícios que tanto gosta e que muito contribuem para que a massa óssea não definhe prematuramente.
Força Zé!
Um beijo.

Arquivo do blogue