Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2013

NOVAS PANTUFAS... A PREÇO DE SALTO ( AH POIS É)

Se aqui o rapaz resistir às duras lutas que se adivinham em Setembro, já tem pantufas para estrear no UTAX em Outubro. A "fidelização" à Salomon tornou-se difícil, não se encontra nada bom ( gostava de ter uns da classe XT porque XA já tenho) a um preço "simpático". Parece que estes Adidas Supernova Riot 5 foram boa compra. Vou fazer-lhe a rodagem com uns treinos ali para Monsanto, já volto.

SUIÇA - EU VOLTO

ESTÁ A DAR-ME PARA O "SENTIMENTO"

Não sei se é por estar a aproximar-me em velocidade de cruzeiro dos 50 e por isso transformo-me sem dar por isso num sentimentalão ( fase antes do "lamechas" e do "piegas"), se é por gostar das pessoas nesta fotografia e dos momentos que com elas passei ( como este numa dura e célebre prova na Serra da Freita), mas estou com saudades.  Saudades matam-se e os sentimentos fortalecem-se!

UM EMPENO INESPERADO E OUTRAS COISAS - REDUX

Atravesso a Sesimbra da minha meninice. A praia do "porto de abrigo" onde tanta vezes nadei até aos barcos para dar mergulhos a partir do convés,  os dias felizes passados em família "alargada", com a avó, tios e primos, a minha mãe a regatear com os pescadores as tecas de peixe fresco, o "monte dos vendavais" onde fiz campismo "selvagem" na adolescência, a "praia da califórnia" onde namorei e tantas vezes comecei a travessia anual da baía em natação (que será em Outubro e já vou na 10º edição), os mergulhos de "ano-novo", as corridas de aventura e muito, muito mais. São gratas recordações de Sesimbra enquanto atravesso a marginal junto ao mar. Sair dela é que não é nada fácil, a subida é longa e inclinada e as duas cervejolas no bucho, a falta de treino e o rabiosque que se mantêm pesado, não ajudam. Compenso-me com a paisagem, o mar azul a recortar a baía e o casario branco que ameaça cair neste, são um quase postal turíst…

UM EMPENO INESPERADO E OUTRAS COISAS - III

A gata acorda-me às 4 da manhã com as suas cabriolices de felino noctivago. Dormirá de dia, eu não, tenho um dia longo de trabalho pela frente e umas olheiras fundas que a insónia desenhou. Estou ensonado, lento, "pedrado" e com isso, um pouco "ausente". Não é um acontecimento ( as traquinices da Mara) nem um "estado de espírito" novo, ando cansado ultimamente sem verdadeiramente o estar, não há esforços que o justifiquem, fisicos ou mentais. Sinto-me novamente sem energia, vontade para treinar e tudo o resto. Precisava de sossego, não do definitivo que para esse vou ter tempo que sobra, mas de um momentâneo, escolhia a montanha, ar puro e fresco, silêncio, ou seja, sem televisão, computador ou telemóvel e, sem horário, poder caminhar, correr ou pedalar, ler, dormir... Sonho acordado já percebi, não me livrarei de uma Lisboa ruidosa tão depressa, além disso já tive férias. Preciso por isso de férias das férias, daquelas em que "seguimos dentro de mo…

UM EMPENO INESPERADO E OUTRAS COISAS - II

E pronto, mais um período de férias que acaba e cá estou de regresso a uma Lisboa muito quente, mas bastante animada em Agosto. Desde que regressei há já cinco dias só consegui fazer um treino de corrida e ainda assim, senti-me a "derreter". Hoje falhei o da manhã porque acordei tarde num dia em que se esperam 40º, tento mais logo, quando começar a soprar a habitual brisa marítima refrescante ao final de tarde.
Faltam-me um período de férias em Novembro que não sei utilizo para visitar uma amigo no sul da Alemanha ou outro na Suiça ou ainda cumprir o desejo antigo de pedalar em Copenhaga, talvez esta seja a hipótese mais plausível, tudo em modo "low coast", claro, que o dinheirinho não estica e aqui o tuga adapta-se bem a circunstâncias "mínimas". Aqui só para nós que ninguém nos ouve ( porque ler aparecem por aqui uns quantos distraídos) , Portugal sufoca-me há muito e não é só por causa do calor, estes momentos de "arejamento" fazem-me bem à …