Avançar para o conteúdo principal

PRESS RELEASE - II CAMPEONATO IBÉRICO DE CORRIDAS DE AVENTURA




Decorreu este fim-de-semana na região do Alto Tâmega - Barroso o II Campeonato Ibérico de Corridas de Aventura numa organização da associação transmontana Montes e Vales com o enquadramento técnico da Federação Portuguesa de Orientação e apoio da Associação Portuguesa de Corridas de Aventura. Nele estiveram presentes mais de 50 equipas oriundas de Portugal e Espanha nos diferentes escalões de competição: elite masculina, mista e aventura.
A prova constituída por 11 etapas numa altimétria variável entre os 300mts e os 1500mts e somando mais de 200km de orientação em BTT, corrida pedestre, canoagem e outras disciplinas, testou a perícia e resistência dos atletas num mapa de orientação difícil, não só pelas já referidas condições do relevo, riqueza de detalhes, desactualização de algumas redes de caminhos, sobretudo os do lado espanhol, mas também pela exigência imposta a um competitivo campeonato ibérico. A somar a estas condições uma meteorologia quase polar, sobretudo na 1ª etapa do 2º dia, onde se registaram temperaturas negativas, a mais baixa de -14º (!), que fizeram com que o rio onde deveria decorrer uma das etapas de canoagem, estivesse quase na totalidade coberto com enormes placas de gelo.
As estas adversidades souberam resistir as 48 equipas finalistas que mostraram que a beleza deste desporto em natureza está no espírito de equipa no qual a entreajuda e tenacidade dos seus membros frente a situações limite é o factor decisivo para o sucesso competitivo.
De referir ainda a excelência organizativa que proporcionou a todos um evento numa paisagem de extraordinária beleza e quase em estado selvagem. Uma riqueza natural a ser sustentávelmente rentabilizada e preservada por todos.
Quanto aos vencedores, as equipas espanholas com maior experiência internacional (em resultado também de maiores e melhores apoios) impuseram-se às portuguesas. Ainda assim a “luta” foi renhida, eis os resultados.
Para breve o relato na primeira pessoa, com as experiências vividas junto da equipa CAB/ESTORIL XPD RACE

Comentários

José Capela disse…
FEliz Natal e óptimo 2008!

José Capela

Mensagens populares deste blogue

SE CÁ NEVASSE FAZIA-SE CÁ SKI

Zé Neves a fazer SKU desde 2010 (sempre a descer)!

Salada de frutas - Se cá nevasse fazia-se cá ski
"Sebastião cá voltasse
Se a moleza se cansasse
Se o Eusébio 'inda jogasse
Ai que fintas que ele faria um dia...
Se o imposto não subisse
Se o emprego não fugisse
Se o presidente sorrisse
Outro galo cantaria um dia...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se...fazia-se...

Há sempre um "se" no caminho
Que me deixa as mãos tão presas
Se eu cortasse o "se" daninho
Talvez me livrasse das incertezas...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se...fazia-se..."

MERGULHO DE ANO NOVO 2016

Mais um ano se foi e outro começa. Que tenha mais dias felizes que 2015! Afectos, projectos, aventuras e claro, muito desporto! Hoje em Sesimbra, num dia de chuva, sem frio e com o mar a 14º fomos 13 os que decidiram "renovar-se" para 2016 com um mergulho de mar. Destes, 5 valentes entre 3 e os 13 anos experimentaram as águas agitadas da Praia do Ouro, a Laurinha ( na foto em baixo) a mais jovem do grupo, ficou-se por um "lava pés". Um ano desportivo a todos os seguidores do "Trilhos"

ALMOUROL 2014

Descobri este texto nas "memórias do facebook", acho que não o postei aqui. Os tempos agora são muito diferentes. Tenho uma hérnia discal, estou de baixa há mais de um mês e não treino vai para muito tempo. A operação cirúrgica está eminente e estas actividades, de maior impacto como o Trail, farão inevitavelmente parte do passado. Recordemo-lo...
José Neves8 de Abril de 2014 "Nada de fotografias por favor", o gesto e a expressão pouco amigáveis, parecem o de uma vedeta surpreendida por um paparazzi indiscreto. Não foi nada disso, em legenda, caso não tenham reparado está escrito: " qualquer semelhança com a realidade é pura ficção". A outra "realidade" é que no momento desta fotografia estava certamente no primeiro terço do pelotão usando a minha habitual estratégia de "trás para a frente, a mesma "ficção" foi achar que podia durante 44km manter-me assim. Trocando isto por "miúdos": a partir dos 30km "dei o…