Avançar para o conteúdo principal

No trilho do Monte Branco ( Parte I)

No trilho do Monte Branco ( Parte I)

As conversas são como as cerejas, na nossa equipa ( O CAB), não é difícil sobretudo quando falamos de aventuras. Perco a conta a quantas vezes já viajamos num avião feito de sonho pelo mundo a fazer provas de BTT, Ultramaratonas, corridas de aventura... e sei lá que mais que nos levem a estar envolvidos por natureza e a conviver. Quando o “combustível” se esgota, “aterramos” na realidade dos nossos condicionalismos pessoais mas também numa “possibilidade” (para que possamos descolar de novo no tal avião). A ideia de viajar até ao Monte Branco para fazer um dos ultratrails mais duros e conhecidos do mundo nasceu desta forma, na possibilidade de podermos viajar até à Suiça em Agosto de 2010.
A ida ao Monte Branco é um desejo antigo, daqueles que precisa de um “empurrão” para pegar. Este foi dado pelo crescente numero de portugueses que tem vindo a participar na prova, sobretudo por amigos ligados ao clube e pôs-se em marcha depois de uma época de competição saudável em diversas provas de aventura, uma delas o Estoril XPD Race que durou 5 dias consecutivos. O mais curioso disto, é que a ideia consolidou-se definitivamente após uma participação “acidentada” no Campeonato Nacional de Corridas de Aventura, prova de final de calendário e para a qual nos tínhamos preparado arduamente obtendo o título de vice-campeões nacionais de Corridas de Aventura 2008/09 no escalão de elite mista. Não sei se foi a frustração de não ter atingido o lugar cimeiro, o projecto que já era embrionário ou se foi o facto de queremos transferir o que sabemos para uma prova de outra natureza, decidimos avançar com o projecto UTMB 2010 com todas nossas energias, isto sem que o trail ou as ultramaratonas sejam propriamente a nossa “especialidade”... ( continua)

Comentários

António Bento disse…
olá Zen
já tinha saudades de ler um postzito
força nessa caminhada, está quase, caso não me engane, o monte branco coincide com os trilhos de mosanto (salvaguardadas as devidas diferenças, claro está:). como espero estar lá, irei concerteza ter notícias on line dos companheiros que acompanham a prova. mas continuarei a passar por aqui, para os relatos da preparação, da motivação, do espírito e da concretização.
abraço e bons treinos. abraço ao pessoal do CAB.
ab - tartaruga
Anónimo disse…
Boas
espero que essa preparação esteja a correr pelo melhor. está quase!
de forma expectante cá vamos acompanhando os posts aguardando pela parte II - pré ou pós, tanto faz, mas a torcer para que corra tudo bem a todos na equipa.
abraço
até breve
ab - tartaruga
Teixeira disse…
Força amigos e também vizinhos.
Saudações cordiais
Cafeina

Mensagens populares deste blogue

MEMÓRIAS DA SERRA DA CARREGUEIRA

( Legendo só a última fotografia - este era um tanque de água próximo do quartel onde vínhamos tomar banho no verão na esperança de vermos também umas miúdas que por lá apareciam de vez em quando)

Por vezes basta uma palavra, um encontro com uma pessoa ou o regresso a um lugar, para que a memória se abra como um livro e revele parte da história da nossa vida que afinal, ao contrário do pensamos, ainda está bem viva em nós. Foi o que me aconteceu esta semana com o convite do Luis Miguel para um treino na Serra da Carregueira - Sintra, local onde há 27 anos atrás, estive às ordens do Estado pelo período de 16 meses a cumprir o então "serviço militar obrigatório". Chamava-se na altura "Regimento de Infantaria nº 1", que incluía um dos chamados "Batalhões operacionais de primeira linha" do Exército português, o que significava, homens prontos para uma eventual intervenção militar imediata, isto apesar da guerra colonial ter acabado na altura havia 12 anos e …

A VIDA O AMOR E OS... TRILHOS

Pois é, o "Trilhos Míticos" está de volta. A vida neste tempo em que estive ausente deu as suas "voltas", os "amores" também mas os trilhos continuaram a percorrer-se, agora também de mota como podem ver nas imagens. Ficará por contar aqui as minhas voltas entre a Suiça, Áustria e Alemanha, durante o último ano e meio, a referência aos seus bonitos trilhos de montanha e lagos onde me fundi de corpo e alma ( e por lá deixei parte deste/a).  Durante muitos anos o Trilhos Míticos foi essencialmente o espaço aonde escrevia acerca das minhas aventuras desportivas, que não podendo-do recuperar as muitas histórias que tenho destas desde o inicio dos anos 90, falava das que vivia na "actualidade" e foram muitas! Mas isso mudou desde há dois anos num processo que se adivinhava há muitos mais. Como a vida é dinâmica e este blogue também, este passará a incluir todos os trilhos percorridos por mim, seja a pé, a nadar, de bicicleta, de mota, de canoa e ago…

NÃO HÁ ALMOÇOS GRÁTIS

Finisher na Maratona de Lisboa 2007
(Fotodesporto)
Depois de duas consultas no CMD ( Centro de Medicina Desportiva) com RX´s e ressonâncias na mão e algumas horas de espera, sou recambiado para uma consulta no Hospital da Cuf com o argumento de que o meu problema era "complexo". Habituado às "complexidades" da vida e sobretudo a perceber como estas alimentam as diferenças de poder e "afirmam" crenças, neste caso de que todas as opiniões médicas são prescritivas ( entre outras opiniões de "especialistas"), pensei, "já vou ficar a arder com mais uns tostões". Mas fui, não fujo ao grupo dos "crentes", mesmo que tenha consciência dos dogmas de uma ciência quase transformada em religião, e confesso que os referidos especialistas são para mim ( e para mais) uma espécie de pastores evangélicos que nos libertam sempre um "aleluia", afinal, algo existe além desta enfadonha ignorância quotidiana na qual a maioria de nós chaf…