sábado, maio 17, 2008

MUDAR DE VIDA





Irra, como me apetece...

Muda de Vida (!)

Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se a vida em ti a latejar

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será te ti ou pensas que tens... que ser assim

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será te ti ou pensas que tens... que ser assim

Olha que a vida não, não é nem deve ser
Como um castigo que tu terás que viver

Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito


Original: António Variações

Cantado pelos "Humanos"

1 comentário:

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Hummm... deixa-me pensar o que te hei-de dizer rapaz...

Olha, não estás sozinho. Conheço uma fulana que já pôs essa letra no seu blog também (entre pelo menos mais uma centena de tipos e tipas bloguistas).

É que "insatisfeitos" é o que há mais por aí. Eternamente insatisfeitos também há mais do que seria desejável. O que faz mesmo falta é insatisfeitos que DE FACTO façam alguma coisa para mudar a vida que os não satisfaz.

Olha Zen, se encontrares a tal fulana por aí, diz-lhe isto. Pode ser que a faça mexer.

Um beijinho rapaz!

Ana Pereira

Arquivo do blogue