Avançar para o conteúdo principal

A ARRÁBIDA É ZEN!

(Fotografias do último treino Arrabidino em Agosto)

Nós os portugueses temos uma atitude curiosa face à nossa realidade colectiva, mesmo quando poucos nos espoliam de muito, daquilo que por direito é um direito, mesmo quando sabemos de uma justiça incapaz de travar os mais altos índices de corrupção da Europa, uma escola que não resolve a absurda e permanente taxa de abandono escolar, um rácio polícia/cidadão suficiente para nos proteger em dobro e que não protege nem na metade, um sistema de saúde com orçamento de ricos mas que não oferece "saúde" aos pobres, a mais escandalosa diferença entre aqueles que mais ganham e os que menos recebem, entre outras coisas que certamente tornam  infeliz um qualquer cidadão com fé na democracia, nós dizemos com um sorriso cândido nos lábios e um ar decidido de que "prescreve" uma verdade insofismável :" epá isto pode ser mau, mas não há país mais bonito, pacato e com o melhor clima do mundo como o nosso!". Sou forçado a concordar em parte, temos um país lindíssimo, um clima invejável que nos deixa ir à praia grande parte do ano, a "rusticidade" de uma paisagem conservada pelos anacronismos do desenvolvimento, a bonomia dos que ainda não foram contaminados pelos processos racionais do trabalho do capitalismo moderno, mas a afirmação serve, a meu ver e comigo incluído, de estratégia para o alheamento de uma sociedade fragmentada na qual vivemos e que de "pantufas" nos rouba a esperança, a vontade e responsabilidade colectivas...
Uma das minhas estratégias de alheamento ao longo dos anos são os frequentes "mergulhos" na paisagem Arrábida. Sozinho ou acompanhado tenho os cinco sentidos extasiados e as paredes da memória forradas por bons momentos passados a deambular pelos quatro cantos da serra. No próximo domingo estarei lá novamente e com boa companhia para um treino que vai do Vale de Azeitão ao dos Picheleiros e deste ao ponto mais alto da serra, o Formosinho. Depois é a descer até El Carmen, um salto ao "santuário" que é o Fojo e por ali fora cruzando o "caminho" com uma torta ou um "s" de Azeitão para abastecimento...

Para quem quiser aparecer:    Dia:   Domingo 20 Novembro
                                             Local: Bombas de Gasolina de Azeitão
                                             Hora: 9h
                                             Duração: 3hrs/4hrs
                                             Previsão Metereológica: Chuva
                                             
                                           Altimetria:  Grafico altimetria.jpg

Comentários

Um bom treino Zen!

Muita areia para a minha camioneta... se não fosse, ainda me atrevia a aparecer, mas no meu actual "estado" nem pensar!

Beijinho
Zen disse…
Olá Ana

Algumas das "meninas" que treinam conosco tem um andamento onde tu te enquadravas facilmente.

Quando quiseres, apita, serás sempre bem-vinda.

Espero que já estejas a treinar para a 1/2 de Lx, olha que eu vou lá para ver se te ganho ;-)( é que o meu actual "estado"...).

Beijinhos

Mensagens populares deste blogue

MEMÓRIAS DA SERRA DA CARREGUEIRA

( Legendo só a última fotografia - este era um tanque de água próximo do quartel onde vínhamos tomar banho no verão na esperança de vermos também umas miúdas que por lá apareciam de vez em quando)

Por vezes basta uma palavra, um encontro com uma pessoa ou o regresso a um lugar, para que a memória se abra como um livro e revele parte da história da nossa vida que afinal, ao contrário do pensamos, ainda está bem viva em nós. Foi o que me aconteceu esta semana com o convite do Luis Miguel para um treino na Serra da Carregueira - Sintra, local onde há 27 anos atrás, estive às ordens do Estado pelo período de 16 meses a cumprir o então "serviço militar obrigatório". Chamava-se na altura "Regimento de Infantaria nº 1", que incluía um dos chamados "Batalhões operacionais de primeira linha" do Exército português, o que significava, homens prontos para uma eventual intervenção militar imediata, isto apesar da guerra colonial ter acabado na altura havia 12 anos e …

NÃO HÁ ALMOÇOS GRÁTIS

Finisher na Maratona de Lisboa 2007
(Fotodesporto)
Depois de duas consultas no CMD ( Centro de Medicina Desportiva) com RX´s e ressonâncias na mão e algumas horas de espera, sou recambiado para uma consulta no Hospital da Cuf com o argumento de que o meu problema era "complexo". Habituado às "complexidades" da vida e sobretudo a perceber como estas alimentam as diferenças de poder e "afirmam" crenças, neste caso de que todas as opiniões médicas são prescritivas ( entre outras opiniões de "especialistas"), pensei, "já vou ficar a arder com mais uns tostões". Mas fui, não fujo ao grupo dos "crentes", mesmo que tenha consciência dos dogmas de uma ciência quase transformada em religião, e confesso que os referidos especialistas são para mim ( e para mais) uma espécie de pastores evangélicos que nos libertam sempre um "aleluia", afinal, algo existe além desta enfadonha ignorância quotidiana na qual a maioria de nós chaf…

SE CÁ NEVASSE FAZIA-SE CÁ SKI

Zé Neves a fazer SKU desde 2010 (sempre a descer)!

Salada de frutas - Se cá nevasse fazia-se cá ski
"Sebastião cá voltasse
Se a moleza se cansasse
Se o Eusébio 'inda jogasse
Ai que fintas que ele faria um dia...
Se o imposto não subisse
Se o emprego não fugisse
Se o presidente sorrisse
Outro galo cantaria um dia...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se...fazia-se...

Há sempre um "se" no caminho
Que me deixa as mãos tão presas
Se eu cortasse o "se" daninho
Talvez me livrasse das incertezas...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se...fazia-se..."