segunda-feira, outubro 12, 2015

COMEÇAR A ÉPOCA - TRAIL DA LOUSÃ


Quando mudei de casa e vim viver para Lisboa, há aproximadamente 10 anos, pensei que iria ter dificuldades em encontrar "companheiros para treinar", ou seja, malta disposta a fazer umas corridinhas, dar umas voltas de bina ou mesmo umas braçadas na praia. De facto não correspondeu à verdade, depressa encontrei "camaradas" dispostos a isso, muitos deles que já conhecia antes e por isso tornaram-se ainda mais "próximos". Outros, vieram um pouco através dos méritos das "redes sociais" ( os desméritos destas não vêm aqui nada a propósito), primeiro através dos agora primitivos "fóruns de discussão" e actualmente pelo vasto e tentacular, facebook. Na imagem estão esses, os que mais recentemente me fizeram sair da toca e correr de noite em Monsanto ou em Sintra ou ainda combinar partilhas de boleias para as provas um pouco por todo o país. Malta como eu, cheia de vontade de correr, boas vibrações e com a sabedoria de que " a vida começa aos 50", como dizia recentemente o meu amigo António de partida para a India, e claro, eu concordo com ele.
Não vale a pena enumerar as dificuldades que a minha vida social, como por exemplo o  meu trabalho por turnos, afectam muitas vezes a regularidade destas actividades e o fortalecimento destas amizades. Isso agora não interessa. O que importa é que, ontem, ao sair para um treino longo sozinho, num domingo cinzento, ao final da tarde em Monsanto, onde normalmente com estas condições que não se encontra vivalma, encontrei estas quatro a treinar para a mesma prova que eu no próximo fim de semana, o UTAX/TSL na Serra da Lousã. E o que supunha vir a ser uma solidão de duas horas, passou a ser uma tertúlia animada que ignorou o tempo e respirava os eflúvios da floresta depois de um fim de semana de chuva. Bem, corrijo-me, neste grupo eu e a Eugénia vamos aos 51km e os outros aos 100km. Um empeno garantidissimo que começa à meia noite e tem como tempo limite 24hrs. Boa sorte rapazes, eu por agora fico-me pela "curta", que tendo a metade da distância, vai certamente obrigar-me a um esforço acima das 9hrs.
Dores no pé esquerdo atenuadas, nas costas sem remédio, peso acima do aconselhável, lá vou eu começar a minha época de trail no próximo fim de semana. Graças a esta rapaziada, vou ainda mais confiante!




Sem comentários:

Arquivo do blogue