terça-feira, novembro 03, 2015

A "INEVITÁVEL" CONCLUSÃO AQUI DO ZEN





Há pouco tempo vi um filme cujo o título traduzido para português, chamava-se: "A inevitável derrota de Mister and Pete. Contava a história de dois menores nova-iorquinos a viver num bairro social da cidade, filhos de mães toxicodependentes e quando confrontados com o abandono do lar destas, começam a viver juntos, desenvolvendo uma forte amizade e um sentido que "sobrevivência" que lhes permitia acima de tudo evitar a violência do meio, mas também a do "sistema". É aliás um dos "braços" deste último que ditará a "previsível derrota" do Pete e do Mister, quando já no limite das suas vulnerabilidades e perante a eminência da trágica perda da vida de um deles, são "apanhados" pela polícia e entregues num centro para jovens em condições semelhantes, onde os primeiros tempos não são nada fáceis ( algo que eles já tinham experimentado noutras ocasiões). Felizmente o realizador era americano e como a maioria dos filmes da "terra do Tio Sam" acabou "mais ou menos" bem. Para um filho de uma ex.toxicodependente e um recente órfão, oriundos de grupos sociais e étnicos estigmatizados, o futuro é sempre incerto e normalmente pouco auspicioso.

Esta história associa-se pouco à minha, embora a força do título me tenha ficado gravado na memória ( o filme também). A " inevitável derrota" fala-nos de coragem, mas também da "inevitabilidade".Conta-nos uma "derrota anunciada", algo que muitas vezes contrariamos a todo o custo, até que um dia compreendemos que essa "derrota" faz parte de um processo transformador, algo que é importante aceitar para "dar o passo seguinte". Sem muitas delongas explicativas, quero dizer-vos que do meu "processo" faz parte sair de máquina à tiracolo e tirar umas fotografias nesta bonita cidade e como tudo na vida, ainda estou a aprender.

Sem comentários:

Arquivo do blogue