sexta-feira, dezembro 04, 2009

Não se morre do mal morre-se da cura



Isto de não andar de BTT como deve ser há uns meses tem um efeito que todos devem saber, sobretudo os que conhecem a difícil adaptação ao selim do início de cada época.
Saído de uma lesão e de um longo período de preguiça desportiva ( com outras prioridades a imporem-se) eis-me de regresso aos treinos e às competições. Como não faço as coisas pelo meio, defeitos de ser um pouco "excessivo", inscrevi-me na Maratona de BTT de Canha e logo na prova maior, os 100km! Certo, certo, vai ser o desconforto da referida adaptação ao componente da bicicleta onde sentamos o rabioque e uma dor de pernas garantida para recuperar na semana que vem. Como diz o ditado popular "não se morre do mal,morre-se da cura", ao que o meu irmão contrapõe com o antídoto, " eh pá, treina que isso passa"!

Até breve.

3 comentários:

Xutos disse...

Espero que a adaptação não seja muito dificil e que tudo corra pelo melhor.
Infelizmente tenho que trabalhar no Domingo e não vou poder participar na Maratona de Canha, mas vão lá estar muitos elementos do DEUS MA LIVRE.

Zen disse...

Obrigado Xutos

Terei então por companhia os "Deus ma livre" ;-)

Bom trabalho

PS - Hoje é a minha vez de estar a trabalhar.

Espanhol disse...

Grande Zen.
É assim mesmo, de volta aos trilhos.
Bons treinos e nada de tendinites.
Abraços.
Velez

Arquivo do blogue