quarta-feira, maio 20, 2015

UM MÊS E UNS DIAS DEPOIS




Um mês e uns dias depois, aqui estou. Como podem ver também eu aderi à moda dos "selfies" ( aos quais chamo sel(fish-es) e outras "modernices" "just in time" dadas pelas apps instaladas nos smarthphones e ligação à internet. São uma espécie de novos "tamagotchi" que devemos alimentar 24 horas por dia sob pena de "morremos socialmente"( um paradoxo obviamente) . 
Fotografo-me junto das minhas "meninas" de duas rodas: uma recuperada das suas maleitas, a outra recuperada para a estrada depois de anos a "vegetar" no hall de entrada de casa. Estão vivas, bem vivinhas a exigirem quem as pedale vivamente. Mas a vida não é fácil com estas rotinas do dia a dia. Dos dias em que é preciso mais que um esforço para viver.
Bem, isso são contas de outros "rosários", difícil também já foi mais. Depois de um novo tratamento imuno-alérgico sinto-me a respirar quase de "plenos pulmões" e se  não fosse a poluição lisboeta já tinha bombeado mais uns litros de oxigénio que um trepador ao Evereste ( dos que levam garrafas, não como o nosso corajoso Garcia que foi sem elas). Mas se pudesse bombear motivação com a qualidade com que respiro por estes dias seria bom também.
Desta ou de outra forma, a vida corre e correndo vive-se. Um regresso ao Triatlo de Oeiras e à corrida " C. Espichel - Cotovia" já não é nada mau. "Mau mesmo", como dizem as pessoas mais velhas, "é não ter saúde", não há apps em smathphones de "última geração" que nos valham. Saúde para todos os que por aqui passam é que vos desejo. Um...até breve! Abraços

2 comentários:

Luis Estêvão disse...

Força com essas pedaladas!
Abraço

Zen disse...

Obrigado Luis. Abraço

Arquivo do blogue