Avançar para o conteúdo principal

[O Homem da Maratona] O RESTO FOI UM SONHO... (2006)

Que bonita mensagem escrevi no " O Homem da Maratona" no 26 de Abril de 2006 e a propósito do 25 de Abril de 1974.

Posted by Zen to O Homem da Maratona at 4/26/2006 06:45:00 AM




O 25 de Abril acabou no dia 25 de Abril o resto foi um sonho...

As mudanças existem:

De um país Parábola surgiu um país hipérbole.
De um país pobre surgiu um país empobrecido.
De um país Fascista surgiu um país de Democracia de pantufas.
De um país analfabeto surgiu um país disléxico.
De um país deprimido surgiu um país prozac.
De um país rural surgiu um país suburbano.
De um país sem liberdade de expressão surgiu um país inexpressivo.
De um país isolado surgiu um país globalizado.
De um país de ricos e pobres surgiu um país de ricos que se dizem pobres e de pobres que se dizem ricos.
De um país …
Bem já chega! Fico sempre muito amargurado com o dia 25 de Abril. Lembro-me sempre de um dia que passei no hospital de S. José há uns anos atrás e das palavras de um Galego imigrado em Portugal porventura fugido da atroz guerra civil espanhola que sonhava encontrar (e tornar) um Portugal melhor que a sua miserável Galiza: …”ah pobre Portugal!” O desespero reflectia a inépcia dos serviços hospitalares, a ausência de humanismo a degradação do sítio onde desejava ser tratado ao mal de saúde que o afligia.
Para sarar estas dores da alma decidi fazer a Corrida da Liberdade em Lisboa que na sua pacatez de feriado tinha acordado com um luz primaveril que Renoir devia ter sonhado quando pintava os seus quadros.
Encontrei nem velhos, nem novos, nem mais, nem menos, nem autênticos, nem falsos, nem da onça, nem do peito, encontrei simplesmente amigos, humanos com quem gosto de estar e conversar.
Corri com prazer e com "garra"!
Melhorei o meu recorde este ano dos 10Km em cerca de 5m, fiz 42.34.
Estou ansioso por mais uns treinos nas areias.

Viva a Liberdade!

Faltam 94 dias para o Raid Melides – Tróia.
A minha crónica no fórum.


--
Posted by Zen to O Homem da Maratona at 4/26/2006 06:45:00 AM


Comentários

Mensagens populares deste blogue

SE CÁ NEVASSE FAZIA-SE CÁ SKI

Zé Neves a fazer SKU desde 2010 (sempre a descer)!

Salada de frutas - Se cá nevasse fazia-se cá ski
"Sebastião cá voltasse
Se a moleza se cansasse
Se o Eusébio 'inda jogasse
Ai que fintas que ele faria um dia...
Se o imposto não subisse
Se o emprego não fugisse
Se o presidente sorrisse
Outro galo cantaria um dia...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se...fazia-se...

Há sempre um "se" no caminho
Que me deixa as mãos tão presas
Se eu cortasse o "se" daninho
Talvez me livrasse das incertezas...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se...fazia-se..."

MERGULHO DE ANO NOVO 2016

Mais um ano se foi e outro começa. Que tenha mais dias felizes que 2015! Afectos, projectos, aventuras e claro, muito desporto! Hoje em Sesimbra, num dia de chuva, sem frio e com o mar a 14º fomos 13 os que decidiram "renovar-se" para 2016 com um mergulho de mar. Destes, 5 valentes entre 3 e os 13 anos experimentaram as águas agitadas da Praia do Ouro, a Laurinha ( na foto em baixo) a mais jovem do grupo, ficou-se por um "lava pés". Um ano desportivo a todos os seguidores do "Trilhos"

ALMOUROL 2014

Descobri este texto nas "memórias do facebook", acho que não o postei aqui. Os tempos agora são muito diferentes. Tenho uma hérnia discal, estou de baixa há mais de um mês e não treino vai para muito tempo. A operação cirúrgica está eminente e estas actividades, de maior impacto como o Trail, farão inevitavelmente parte do passado. Recordemo-lo...
José Neves8 de Abril de 2014 "Nada de fotografias por favor", o gesto e a expressão pouco amigáveis, parecem o de uma vedeta surpreendida por um paparazzi indiscreto. Não foi nada disso, em legenda, caso não tenham reparado está escrito: " qualquer semelhança com a realidade é pura ficção". A outra "realidade" é que no momento desta fotografia estava certamente no primeiro terço do pelotão usando a minha habitual estratégia de "trás para a frente, a mesma "ficção" foi achar que podia durante 44km manter-me assim. Trocando isto por "miúdos": a partir dos 30km "dei o…