terça-feira, outubro 15, 2013

[O Homem da Maratona] RUTA DEL CARES I - 2006

Nos Picos da Europa em 2002, numa das sua mais conhecidas rotas pedestres da Europa, a Garganta do Cares. Nesta fotografia, eu o meu irmão e o Nelson, atrás da máquina a Ângela. Que dias bem passados!

Posted by Zen to O Homem da Maratona at 7/18/2006 03:41:00 PM
Bajo las cumbres calizas, calizas en los leoneses valles de Valdeón y Sajambre, los ríos Sella y Cares han abierto unos abismales tajos de gran belleza e impresionante paisaje. La Garganta del Cares, bautizada con el sobrenombre de la Garganta Divina del Cares, es uno de los lugares de mayor interés paisajístico de toda la Península Ibérica. La mejor manera para conocer estos remotos lugares es hacerlo caminando.


Está um calor dos diabos, tudo queima.
Foi assim também em 2002, quando com um grupo de amigos parti para as Astúrias com o objectivo de fazer uma das mais concorridas descidas de canoagem do mundo o " Descenso del Sella". Nesse ano recordo-me de atravessar um país de sul para norte "debaixo de brasas" a pararmos em tudo o que era rio, barragem ou charco para nos refrescarmos da canícula. Com todas estas "banhocas" só ao início da noite, passamos por "França" ( a última terra portuguesa antes da fronteira) para entrarmos em Espanha pela fronteira do Parque Natural do Montesinho até Puebla de Sanábria onde fizemos uma breve paragem e daí rumarmos até à rica cidade de Olviedo com destino final Arriondas, vila situada aos "pés" dos Picos da Europa e local de partida da referida regata. Chegamos já a manhã caminhava para a tarde, depois de viajarmos quase 900km durante quase 24h(!) num jipe UMM que, pela carga (canoas e objectos pessoais) e antiguidade, não passava dos 80km/h.
Cansados mas satisfeitos, decidimos de imediato cumprir o extenso programa de visitas a que nos tínhamos proposto, o que não foi nada fácil, tal é a diversidade de locais fascinantes que este conjunto montanhoso oferece e a necessidade de nos demorarmos um pouco para os "saborearmos" melhor e assim podermos , tal como eu estou a fazer aqui agora, relatar de viva memória aquilo que por lá vivemos.
Um dos trilhos mais conhecidos e "míticos" dos picos que fizemos primeiro foi a Garganta do Cares, também apelidada com o epíteto de " La Garganta Divina" pela extraordinária e vertical beleza que nos oferece... continua.


Posted by Zen to O Homem da Maratona at 7/18/2006 03:41:00 PM


--

Sem comentários:

Arquivo do blogue