Avançar para o conteúdo principal

[O Homem da Maratona] RUMO AO TRAIL- SEMANA Nº 7: ESTOU A REBOLAR - 2007

Posted By Zen to O Homem da Maratona at 1/03/2007 07:27:00 AM

Depois das festas...

Desde há alguns dias que tenho vindo a dizer: "epá tenho de parar de comer desta maneira pareço um abade"! Olho em volta e o que vejo são sorrisos trocistas de quem conhece bem a minha gula. "Não me levam a sério e depois queixam-se que os chocolates aqui em casa desaparecem"... mais risos. Passou o natal, mais um almoçinho aqui, um jantarinho ali, uma filhós da Mãe, a sobremesa da prima, o petisco da cunhada, o fausto jantar do fim-de-ano, mais as sobras do banquete, mais um jantarinho de despedida da família que parte para a França, mais qualquer coisa que "é pena ir fora", mais...Hoje subo para a balança e..." fonix, estou uma bola!". A três semanas de fazer a Maratona de Badajoz, nunca me senti tãanafado, será motivo para dizer: "ó Elvas ó Elvas, rebolar em Badajoz à vista"! Bem e já agora que estou na senda do Paco Bandeira, interrogo-me se não será isto " a ternura dos quarenta", é que por muitos esforços que faça já não tenho a pachorra de cortar no pastel de nata, acho que me deprimia e entrava mais rápido na andropausa. Mas diz-me o anginho da consciência numa voz meiga: "tem de ser, tem de ser..."
O Santiago Trail Aventura vai ser adiado, o que para mim até nem é mau, pois estava em vias de ter um diálogo muito filosófico com as paredes do meu "quartel", assim parece que me fico só pelas "petições e exposições" onde encontrarei os inseparáveis "Exmo. Senhor" e o "Pede deferimento", amigos de muitos anos de papelada em duplicado, triplicado, quadruplicado,  convivência que vem do tempo do papel azul de 25 linhas, das vinhetas  de 1 escudo e dos químicos para o milagre da multiplicação burocrática. Bolas, já chega de abater a floresta amazónica em nome da "irmandade dos burocratas portugueses" só para pedir uns míseros dias férias merecidas para um humilde servo de um "funcionárioquefazfaltaparacoisanenhuma" no país "ondetudoéumagrandetretaporqueassimunsquantossãomaisfelizes.
Depois dos treinos longos das últimas semanas na última do ano baldei-me a tudo. Que digam aqui os meus "coabitantes" que já dizem: "chega para lá essa barriga, estás a tapar-me a vista" ou "vai correr ó gordo!". E vou, e vou daqui a bocado, ano novo atleta novo!

Treinos:

Ter. 1.20
Qua. -
Qui- 1.00
Sex- 1.30
Sáb- 40m
Dom- népia
Seg- idem
Ter- (assobios)
Qua- "eu vou, eu vou daqui a pouco"

E já agora uma receitinha:

Salada Zen Natural
"Emagreça com o Zen" 

- 1 maço de agrião pequeno
- 200g de soja em grãos
- 200g de trigo em grãos
- 1 colher de sopa de salsinha
- 100g de moyashi (broto de feijão)

Modo de fazer

1. Deixe a soja e o trigo de molho de um dia para o outro
2. Cozinhe a soja em água na panela de pressão por cerca de 15 minutos
3. Faça o mesmo com o trigo
4. Monte o prato com o agrião, moyashi cru e os grãos de soja e trigo misturados
5. Acrescente a salsinha por cima e tempere a gosto

Dica: Na hora de montar o prato, coloque o agrião por baixo para a salada pegar melhor o tempero

ATENÇÃO procurem não "montaro prato pois podem provocar acidentes inesperados! Quando ao resto... acompanhem esta porcaria com uma boa sandes de paio alentejano!
Eu vou, eu vou...

Posted By Zen to O Homem da Maratona at 1/03/2007 07:27:00 AM

Comentários

Mensagens populares deste blogue

MEMÓRIAS DA SERRA DA CARREGUEIRA

( Legendo só a última fotografia - este era um tanque de água próximo do quartel onde vínhamos tomar banho no verão na esperança de vermos também umas miúdas que por lá apareciam de vez em quando)

Por vezes basta uma palavra, um encontro com uma pessoa ou o regresso a um lugar, para que a memória se abra como um livro e revele parte da história da nossa vida que afinal, ao contrário do pensamos, ainda está bem viva em nós. Foi o que me aconteceu esta semana com o convite do Luis Miguel para um treino na Serra da Carregueira - Sintra, local onde há 27 anos atrás, estive às ordens do Estado pelo período de 16 meses a cumprir o então "serviço militar obrigatório". Chamava-se na altura "Regimento de Infantaria nº 1", que incluía um dos chamados "Batalhões operacionais de primeira linha" do Exército português, o que significava, homens prontos para uma eventual intervenção militar imediata, isto apesar da guerra colonial ter acabado na altura havia 12 anos e …

NÃO HÁ ALMOÇOS GRÁTIS

Finisher na Maratona de Lisboa 2007
(Fotodesporto)
Depois de duas consultas no CMD ( Centro de Medicina Desportiva) com RX´s e ressonâncias na mão e algumas horas de espera, sou recambiado para uma consulta no Hospital da Cuf com o argumento de que o meu problema era "complexo". Habituado às "complexidades" da vida e sobretudo a perceber como estas alimentam as diferenças de poder e "afirmam" crenças, neste caso de que todas as opiniões médicas são prescritivas ( entre outras opiniões de "especialistas"), pensei, "já vou ficar a arder com mais uns tostões". Mas fui, não fujo ao grupo dos "crentes", mesmo que tenha consciência dos dogmas de uma ciência quase transformada em religião, e confesso que os referidos especialistas são para mim ( e para mais) uma espécie de pastores evangélicos que nos libertam sempre um "aleluia", afinal, algo existe além desta enfadonha ignorância quotidiana na qual a maioria de nós chaf…

SE CÁ NEVASSE FAZIA-SE CÁ SKI

Zé Neves a fazer SKU desde 2010 (sempre a descer)!

Salada de frutas - Se cá nevasse fazia-se cá ski
"Sebastião cá voltasse
Se a moleza se cansasse
Se o Eusébio 'inda jogasse
Ai que fintas que ele faria um dia...
Se o imposto não subisse
Se o emprego não fugisse
Se o presidente sorrisse
Outro galo cantaria um dia...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se...fazia-se...

Há sempre um "se" no caminho
Que me deixa as mãos tão presas
Se eu cortasse o "se" daninho
Talvez me livrasse das incertezas...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se cá ski...
Se cá nevasse fazia-se...fazia-se..."